sexta-feira, junho 21, 2024
Notícias

Viabilizada pela PGE, Peixes da Amazônia vira realidade

Desde quinta-feira, 26, se encontra à venda nos supermercados acreanos os peixes processados pelo Complexo de Piscicultura do Acre, projeto iniciado há cinco anos e que, com a participação ativa da Procuradoria-Geral do Estado do Acre – PGE/AC, conseguiu ser concretizado.

O Complexo de Piscicultura conta com o que há de mais moderno no setor nacional de piscicultura possuindo Complexo deAlevinagem, Fábrica de Ração e Frigorífico. Com as operações a pleno vapor, o frigorífico já fecha negócios com estados como Ceará, São Paulo, Rio Grande do Sul e todo o Centro-Oeste, e a meta é a exportação, aproveitando a Estrada Interoceânica para atender mais de 60 milhões de consumidores do mercado sul-americano.

A procuradoria desde o começo trabalhou na construção de um modelo jurídico inovador, conhecido como Participação PúblicaComunitária – PPC. Esse modelo foi trabalhado em parceria com o governo do Estado, e tem como objetivo possibilitar que a comunidade participe do empreendimento, do crescimento industrial, e possibilite o avanço de maneira conjunta entre Estado e setor produtivo.

Importante destacar a participação da PGE/AC, pela Procuradoria de Patrimônio Imobiliário e Procuradoria Administrativa, que,dentre suas ações, desapropriou o imóvel onde hoje funciona o complexo, além de regularizar o projeto Peixes da Amazônia S.A., por meio da Agência de Negócios do Acre (ANAC) e a Central de Cooperativas dos Piscicultores do Acre (Acrepeixe).

“Queremos ver esse modelo dando certo no futuro, e que já está caminhando bem, não só na questão da piscicultura, mas na suinocultura e outros setores produtivos”, destacou o Procurador do Estado Marcos Motta.

Procuradores em visita a obras do complexo de piscicultura em 2013
Procuradores em visita a obras do complexo de piscicultura em 2013